A Orquesta Sinfónica de Castilla y León em Torres Vedras

A Orquesta Sinfónica de Castilla y León em Torres Vedras

A Orquesta espanhola vai estar no concerto inaugural da Temporada Darcos organizada pelo município de Torres Vedras.

Sobre o signo da cultura helénica –origem, inspiração e guia– foram muitos os compositores ocidentais que se ancoraram na filosofia e na sua poesia dramática: de Monteverdi a Wagner, de Berlioz a Stravinski, encontramos uma plêiade de relações mais ou menos intensas, que resultaram na criação de obras primas da história da música. Vultos incontornáveis do romantismo musical e profundos conhecedores da arte grega, R. Wagner e H. Berlioz deixaram-nos dois ciclos de canções que revelam o génio de cada um: os Wesendonck lieder e Les nuits d’ete, respetivamente. São canções de um lirismo exacerbado e de fulminante paixão, cristalizando singularmente a época na qual os dois compositores viveram.

Estes dois ciclos, verdadeiros tour de force para qualquer cantor, serão interpretados pela internacional soprano portuguesa Elisabete Matos, que estreará também a obra do compositor N. Côrte-Real, Canções Helénicas, sobre poemas de Sophia.

Completando o programa, a abertura A Consagração da Casa, de L. V. Beethoven; composta em 1822 para a inauguração de um novo teatro em Viena, este pequeno trecho ao estilo de Bach e Handel, integrou a reposição da música incidental As Ruínas de Atenas, substituindo a anterior abertura. O concerto terá a participação da Orquesta Sinfonica Castilla y León, com direção musical de Nuno Côrte-Real.

Temporada Darcos

Acreditando que o turismo cultural é um mecanismo de forte desenvolvimento económico e social, a 11ª edição da Temporada Darcos tem como principal linha orientadora o cruzamento entre turismo e cultura, almejando o desenvolvimento e a promoção nacional e internacional de Lisboa e da Região Oeste, através da realização de concertos, workshops e masterclasses em locais emblemáticos, e outros insuspeitos.

O destaque principal vai para a visita pela primeira vez a Portugal das afamadas orquestras Orquesta Sinfonica Castilla y León, sediada em Valladolid, e da Orchestra Sinfonica Giuseppe Verdi (La Verdi), sediada em Milão; especial menção, também, para a participação da mais internacional soprano portuguesa, Elisabete Matos, e do prestigiado ator Paulo Pires. Afirmandose perentoriamente como um dos mais importantes grupos de câmara lusitanos, o Ensemble Darcos interpretará uma série de concertos cujo repertório será preenchido com obras capitais da história da música ocidental, assim como a mais recente música portuguesa contemporânea, onde se destacam os nomes dos compositores Luís Tinoco, Fernando Lapa, João Madureira e Carlos Marecos.

A Temporada Darcos, tendo como outra importante linha orientadora a sua atividade educativa e pedagógica, irá promover ao longo de 2018 uma série de masterclasses com reputados músicos nacionais e internacionais, a 2ª edição do Workshop para Miúdos e Graúdos no Hotel Golf Mar, em Porto Novo, e a reposição cénica do Lagarto Pintado, cancioneiro onde se revisitam as mais célebres canções do imaginário musical português.

Por último, destaque para o ambicioso projeto de ópera em parceria com o Teatro da Trindade e o Teatro Nacional de São Carlos, com a apresentação de uma nova ópera de Nuno Côrte-Real e Pedro Mexia, a partir do conto tradicional O Macaco de Rabo Cortado, transformado em comédia satírica ao superficial e consumista mundo em que vivemos.

  • Música
  • Torres Vedras
  • Sex, Janeiro 19, 2018
  • 21:30

Foro

Teatro-Cine de Torres Vedras, 2560 336, Av. Ten. Valadim 19, Torres Vedras
261-338-131

Entradas

Mais informações

CM Torres Vedras

Créditos

Organizado Nuno Côrte Real e Câmara Municipal de Torres Vedras

Ferramentas