Cuarteto Casals em Lisboa

Cuarteto Casals em Lisboa

O Cuarteto Casals vai interpretar os Quartetos para Cordas de Beethoven em quatro concertos na Fundação Gulbenkian.

Não é casual que o Cuarteto Casals tenha esperado pelo seu vigésimo aniversário para finalmente abordar a integral dos Quartetos para Cordas de Beethoven. Este ciclo ambicioso é uma verdadeira afirmação de maturidade, apresentada na Gulbenkian Música em três momentos chave da temporada. Segundo a revista Clásica2, em artigo dedicado ao agrupamento espanhol, o conjunto destas obras de Beethoven “continua a ser a prova de fogo definitiva para mostrar que um quarteto de cordas ascendeu ao escalão mais alto da sua arte”, uma vez que apresenta “todos os desafios imagináveis, tanto técnicos como conceptuais”.

Cuarteto Casals

  • Vera Martínez, violino.
  • Abel Tomàs, violino.
  • Jonathan Brown, viola.
  • Arnau Tomàs, violoncelo.

Depois de ter vencido concursos em Londres (2000) e Hamburgo (2002), o Cuarteto Casals afirmou-se como um convidado regular de prestigiados festivais e salas de concertos como Wigmore Hall (Londres), Carnegie Hall (Nova Iorque), Musikverein de Viena, Philharmonie de Colónia, Cité de la Musique (Paris), ou Concertgebouw de Amesterdão. Tem-se apresentado também regularmente na Fundação Gulbenkian, tendo em 2017 tocado, em quatro concertos, quartetos para cordas de Mozart e Beethoven.

Depois de receber o prestigioso Borletti-Buitoni Trust, em Londres, o Cuarteto Casals adquiriu um conjunto de arcos que utiliza na interpretação do repertório de Purcell a Schubert. Desenvolveu assim uma nova e rica dimensão acústica, refinando a sua capacidade para abordar os diversos estilos musicais. Além disso, retirou importantes ensinamentos do seu trabalho com compositores como G. Kurtág, tendo também estreado várias obras de compositores espanhóis. Gravou uma substancial discografia (Harmonia Mundi) que inclui peças de compositores espanhóis como Arriaga e Toldrá, clássicos vienenses de Mozart, J. Haydn, Schubert e Brahms, ou obras de Bartók, Kurtág e Ligeti.

Em reconhecimento da sua importante contribuição para a vida cultural da Catalunha, o Cuarteto Casals foi nomeado embaixador da cultura catalã pela Generalitat de Catalunya e pelo Institut Ramon Llull. Anteriormente, foi distinguido em Espanha com o Prémio Nacional da Música, o Prémio Nacional de Cultura da Catalunha e o Prémio Cidade de Barcelona. Os seus músicos tocam regularmente os instrumentos da coleção Stradivarius do Palácio Real de Madrid, onde o quarteto estará em residência até 2020. É também quarteto residente da Escola Superior de Música da Catalunha, em Barcelona.

Quarta-feira, 21 de março às 21:00

  • Quarteto para Cordas nº 5, em Lá maior, op. 18 nº 5.
  • Quarteto para Cordas nº 10, em Mi bemol maior, op. 74.
  • Quarteto para Cordas nº 12, em Mi bemol menor, op. 127.
  • Comprar bilhetes.

Quarta-feira, 22 de março às 21:00

  • Quarteto para Cordas nº 1, em Fá maior, op. 18 nº 1.
  • Quarteto para Cordas em Fá maior, op. 14 nº1 (Arranjo de Beethoven da Sonata para Piano em Mi maior, op. 14 nº 1).
  • Quarteto para Cordas nº 8, em Mi menor, op. 59 nº 2, Razumovsky.
  • Comprar bilhetes.

Terça-feira, 24 de abril às 21h00

  • Quarteto para Cordas n.º 3, em Ré maior, op. 18 n.º 3.
  • Quarteto para Cordas n.º 2, em Sol maior, op. 18 n.º 2
  • Quarteto para Cordas n.º 7, em Fá maior, op. 59 n.º 1, Razumovsky
  • Comprar bilhetes.

Quarta-feira, 25 de abril às 19h00

  • Quarteto para Cordas n.º 11, em Fá menor, op. 95
  • Quarteto para Cordas n.º 13, em Si bemol maior, op. 130/133, Grande Fuga
  • Comprar bilhetes.
  • Música
  • Lisboa
  • Qua, 21 de Março —
    Qua, 25 de Abril 2018

Foro

Fundação Gulbenkian, Edifício Sede – Grande Auditório, Av. de Berna, 45A, Lisboa
217-823-700

Mais informações

Fundação Calouste Gulbelkian

Créditos

Organizado pela Fundação Calouste Gulbenkian

Ferramentas