De Profundis

De Profundis

O primeiro filme de animação do pintor de banda desenhada Miguelanxo Prado estreia-se na Cinemateca Portuguesa.

De Profundis

  • De Miguelanxo Prado.
  • Espanha, Portugal, 2007, 79 minutos, sem diálogos | M/12.

Estreia na realização do desenhador galego Miguelanxo Prado, cujas publicações em revistas como Cimoc, Creepy,
Zona 84 ou Cairo chamaram a atenção de Steven Spielberg, que o convidou para desenhar a versão animada de Men in Black.

A longa-metragem De Profundis, produzida em 2007, é um sinal importante do cinema de animação em Espanha e da sua capacidade de internacionalização, mas é também um exemplo significativo da evolução das estruturas da animação em Portugal, neste caso através da participação, como coprodutor, da Zeppelin Filmes, de Luís da Matta Almeida.

O filme, considerado na altura o primeiro a basear a animação em desenhos a óleo, não tem um único diálogo e a banda sonora é simplesmente composta pela música que a personagem central, um pintor apaixonado, usa para seguir o rasto da sua amada, numa incrível viagem pelo fundo do mar. Estreado em sala em Portugal dois anos depois da produção, o filme tem agora a sua primeira exibição na Cinemateca.

  • Cinema
  • Lisboa
  • Sex, 13 de Julho 2018
  • 18:30

Foro

Cinemateca Portuguesa, R. Barata Salgueiro 39, 1250-042 Lisboa
213-596-200

Entradas

Bilhetes na bilheteira da Cinemateca

Mais informações

Cinemateca Portuguesa

Créditos

Organizado pela Cinemateca Portuguesa

Ferramentas