Ecos de Cervantes em Shakespeare: sonho, vigília e loucura

Ecos de Cervantes em Shakespeare: sonho, vigília e loucura

Conferência a cargo de Mónica Maffía a propósito da comemoração #400Cervantes.

Borges dizia: “Cervantes se compraz em confundir o objetivo com o subjetivo, o mundo do leitor com o mundo do livro”. Também Shakespeare apaga estes limites com personagens que saem da ficção para dizer que são meros atores ou criando situações de teatro dentro do teatro. Anamorfismos em ambos os autores que permitem descobrir verdades ocultas a olho nu jogando com a ambiguidade admitindo múltiplas interpretações. A história de Cardenio. Corvos e amoreiras em Shakespeare e Cervantes.

Conferência a cargo de Mónica Maffía e realizada por ocasião do IV Centenário da morte de Miguel de Cervantes, #400Cervantes.

  • Literatura
  • Lisboa
  • seg, 14 de março 2016
  • 18:30 – 20:00

Foro

Instituto Cervantes, R. de Santa Marta 43F, 1169-119 Lisboa
213-105-020

Entradas

Entrada livre

Mais informações

Instituto Cervantes de Lisboa

Créditos

Organizado pelo Instituto Cervantes de Lisboa, IV Centenário da Morte de Cervantes. Com a colaboração da Embaixada de Argentina em Portugal.

Ferramentas